IDIOTICE

[ 3 ] Comments
Compartilhar

MIRANDA SÁ (Email: mirandasa@uol.com.br)

“Minha mãe diz que idiota é quem faz idiotice” (Forrest Gump- O contador de histórias)

Do alto dos meus 85 anos, perto dos 86, jamais vi tanta idiotice como nesta campanha do “Lula livre”, feita por auto assumidos intelectuais, artistas do Projac, escritores de poucos leitores, jornalistas engajados politicamente, e até professores universitários… Com isto se vê o porquê do baixo nível cultural vigente e o fracasso da Educação no País.

A História mostra o culto a heróis, santos e condutores de massas serem devotados. Mas no século passado, isso descambou para a política com Mussolini e suas fanfarronadas à italiana; Hitler explorando o orgulho dos alemães ferido após a Primeira Guerra; e, Stálin, capitalizando a vitória do povo russo na guerra contra a barbárie nazista.

Nessa esteira, vieram também Mao-Tse-Tung e outros líderes fantoches da Internacional Comunista como o caricato ditador Enver Hocha, cultuado no Brasil pelo PCdoB em troca de financiamento da Albânia stalinista…

Não há explicações para essas insanidades, como também é insensato que se santifique Lula da Silva, ex-pelego da Volkswagen informante do Dops durante o regime militar, e por isso sugerido pelos obreiristas da USP e a esquerda católica ao general Golbery para ter um partido que enfrentasse o PCB e o PTB.

A idolatria de Lula é uma autêntica versão da idiotice, porque é doentio idolatrar um condenado e preso por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, aguardando outros julgamentos por crimes cometidos no exercício da presidência da República.

Só pode ser um idiota quem veste esta camisa; ou sofre de idiotia congênita ou está impregnado de enfermidade cerebral pela repetição de sessenta e duas mil mentiras no admirável mundo da pelegagem sindical.

O verbete Idiota, dicionarizado, é adjetivo e substantivo de dois gêneros, originário do grego idiōtēs, que deu no latim, idiota, indicando pessoa que demonstra falta de inteligência, de discernimento ou de bom senso.

A palavra tem uma sinonímia riquíssima, com cerca de 200 sinônimos onde se destacam apedeuta, bobo, cretino, energúmeno, estúpido, ignorante, imbecil, inepto e tolo. E, caindo como modelo para os lulopetistas, diz-se de quem é arrogante, pretensioso, e se considera superior aos outros. A Psiquiatria estuda clinicamente o caso como idiotia (atraso mental).

Andei trocando figurinhas com jornalistas da minha geração examinando o tratamento dado pela imprensa a um tal Comitê de Solidariedade Internacional em Defesa de Lula, que lançou a candidatura do presidiário ao Prêmio Nobel.

Esta criação de uma realidade paralela agrupa imbecis em Londres, Nova Iorque e Paris, e, para enganar os leitores, as redações impregnadas de idiotas inventam “especialistas”, “analistas”, “pessoas ligadas a…”, “comenta-se”, “fala-se nos meios” e até “carta do leitor”.

No afã de iludir, “jornalistas de araque” justificam que não citam nomes para preservar as fontes. Mentira. É pura safadeza; não precisam disto; se confiam no informante, assumam o que ouviram em off, sem criar figuras de ficção.

No campo político, não só repórteres e comentaristas, mas também o outro lado, os porta-vozes, entrevistados e expositores espontâneos na avidez dos dois minutos de fama; esses deveriam ter credibilidade e não fazerem chanchadas tipo Big Brother… A informação não é entretimento, deve refletir verdade.

A escala de valores na Comunicação exige responsabilidade e isenção. Por não cumprir este princípio, adotando a idiotice, os jornais impressos estão decaindo e fechando, e o jornalismo televisivo está desesperado. Perdem feio para as redes sociais.

 

3 respostas para IDIOTICE

  1. #DizALenda
    Idiotice.
    É o nome que se dá ao ato imbecil de chamar pedregulho de diamante; cerveja de vitamina; cachaça de leite; pequeno de grande; amante de cônjuge; mentira de notícia; comunismo de ideologia; comunista de cidadão; venezuela de democracia; cuba de democracia; pt de partido político. Levados às raias da loucura, chegam até a imaginar lula concorrendo ao Nobel da Paz. Não podem em hipótese alguma serem levados em consideração por pessoas com pelo menos dois neurônios em atividade. #AveMoro

  2. Meu amigo Miranda, jamais tive Ideologia Política. A liberdade sempre foi uma coisa cara. A liberdade é testemunho idôneo de que a liberdade raramente é conquistada sem sacrifício e abnegação.

  3. Eunice Martins disse:

    Li verdades que nem todos querem admitir mas deveriam conhecer !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *