Corregedor diz que servidora tenta desqualificar investigação feita pela pela Receita

Deixe um comentário
Compartilhar

O corregedor-geral da Receita Federal, Antônio Carlos Costa d’Ávila Carvalho, afirmou à Folha que a servidora da Receita Federal Ana Maria Rodrigues Caroto Cano e o seu marido, o contador José Carlos Cano Larios, estão tentando “desqualificar” o trabalho da Corregedoria. Ana é servidora do Sepro (Serviço Federal de Processamento de Dados), lotada na Receita Federal, e uma das investigadas no caso de quebra de sigilo de tucanos e de outros contribuintes.

Na noite de ontem, a servidora e seu marido foram detidos pela Polícia Civil suspeitos de tentar “esquentar” a violação do sigilo fiscal de contribuintes. De acordo com o delegado Marcos Carneiro, o casal informou que seguia orientações da Corregedoria da Receita Federal. Após prestar esclarecimentos, o casal foi liberado. A Corregedoria prepara uma nota oficial que será divulgada ainda hoje sobre as declarações do casal.

CLAUDIA ROLLI (Ag Folha)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *