DE VOLTA

[ 10 ] Comments
Compartilhar

MIRANDA SÁ (E-mail: mirandasa@uol.com.br)

“A corrupção dos governantes quase sempre começa com a corrupção dos seus princípios” (Montesquieu)

Como um filme, ainda passa nos meus olhos e na minha consciência, a luta que mantivemos nas redes sociais denunciando os roubos da quadrilha Lula-Cabral-Ricardo Teixeira-Paes nas Olimpíadas e na Copa do Mundo. Enfrentamos, além desta poderosa ORCRIM, a maré popular, ingênua e cega, encantada pela propaganda e um falso ufanismo.

É com alegria que vemos voltar à cena as denúncias de corrupção naqueles dois eventos, fazendo realidade a ficção exposta no excelente filme “De Volta para o Futuro” dirigido e escrito por Robert Zemeckis e a viagem no tempo de Marty McFly  com as invenções malucas do Dr. Emmett Brown.

Não é só aqui que estão pipocando memórias e delações premiadas. Conforme noticiou o Le Monde na semana passada, a Justiça francesa investiga suspeitas de pagamento de propina na escolha do Rio como sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

O pau já nasceu torto. Vimos Lula, no auge da sua popularidade, sempre cobiçoso, explorar a Copa do Mundo sediada no Brasil e se postou na linha de frente da gangue que corrompeu o Comitê Olímpico.

De braços dados com Ricardo Teixeira, o mafioso da CBF, e ao lado de Cabral, notório assaltante dos cofres públicos, Lula discursou em Johanesburgo dizendo que “A Copa será uma grande oportunidade para acelerar o crescimento em infraestrutura necessário para o desenvolvimento do nosso Brasil”.

Foi o aval necessário para a compra da eleição do Rio como sede olímpica. A transação foi executada por Arthur Cesar de Menezes Soares, amigo e sócio na roubalheira do ex-governador Sérgio Cabral.

É inegável que o assalto não teria se consumado se não fosse no palco da Fifa, a arqui-corrupta Federação Internacional de Futebol, e no COL, o não menos criminoso Comitê Olímpico.

Parafraseando Lula, na escandalosa roubalheira praticada pelos seus comparsas “foi uma grande oportunidade para estabelecer uma desenfreada corrupção e o fortalecimento da quadrilha que afundou o Brasil”.

É isto que agora aparece e se comprova de volta para o futuro. Assiste-se como era feito o favorecimento para empreiteiras, os sobrepreços, as propinas e o caixa dois. É com indignação e revolta que lembramos a construção e a reforma dos 12 estádios entre junho e julho de 2014. Desses 12, somente dois escaparam da sanha maldita dos quadrilheiros, o Beira-Rio, em Porto Alegre, e a Arena da Baixada, em Curitiba.

Delações da Odebrecht e da Andrade Gutierrez envolveram figurinhas carimbadas, além de Sérgio Cabral e Eduardo Paes. Entrou também na divisão do butim Eduardo Cunha, e Lula, este sempre poupado nas delações das grandes construtoras, embora tenha escorregado na lambança do Tríplex do Guarujá com outra beneficiária de obras, a OAS.

Ficou esclarecido o preço das propinas estabelecido por Sérgio Cabral: 5% do valor orçado nos empreendimentos, tanto em 2014 como em 2016. O montante do desvio criminoso, só na reforma do Maracanã, foi de R$ 30 milhões.  Nas listas do Departamento de Propinas da Odebrecht com o pseudônimo “Nervosinho”, Eduardo Paes recebeu R$ 15 milhões, e Cunha, segundo a Procuradoria-Geral da República, R$ 1,9 milhão.

Diante deste quadro horrendo, voltemos ao passado com Rui Barbosa: “De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto”.

 

 

10 respostas para DE VOLTA

  1. DE VOLTA PARA O FUTURO? DE VOLTA PARA O PASSADO?
    Não é só aqui que estão pipocando memórias e delações premiadas. Conforme noticiou o Le Monde na semana passada, a Justiça francesa investiga suspeitas de pagamento de propina na escolha do Rio como sede dos Jogos Olímpicos de 2016.
    O pau já nasceu torto. Vimos Lula, no auge da sua popularidade, sempre cobiçoso, explorar a Copa do Mundo sediada no Brasil e se postou na linha de frente da gangue que corrompeu o Comitê Olímpico. MIRANDA SÁ
    “De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto”. RUI BARBOSA

  2. Chegamos a um ponto tão Paradoxal se tratando de conduta Moral , que o brilhante Adjetivo Honesto, diante de tantos Atos de desvirtuação retrata um Status de Vergonha.
    Parabéns pelo texto Mestre Miranda Sá.

  3. Alexsandro Fernandes disse:

    Meu amigo infelizmente não tem jeito. Seremos sempre assaltados por esses quadrilheiros, gangster que tomaram o Brasil através da política. Estamos condenados a trabalhar e a drenar nossos suores através de impostos pra manter o status quo desses bandidos. Não vejo futuro!!!

  4. ronaldo mourao disse:

    Gostaria muito de ver no Brasil atual,o fim desses ladrões bem semelhante ao narrado no livro Chapadão do Bugre,onde o Capitão Eucaristo Rosa marcou uma entrevista com os políticos,e na ante sala o Sargento Hermenegildo desceu o machado neles,terminado ali um império de crimes.

  5. Miguxa disse:

    Ao sempre Mestre Miranda …mil Salves!

  6. Mary de Paula disse:

    O povo cansou, não se vê mais a euforia de antes, quando lutavamos nas ruas contra essa quadrilha, independente até mesmo de partido político. A justiça é morosa, poucos pagam pelos seis atos, e quanfo presos, acabam sendo soltos rapidamente, com uma tornozeleira como adorno.
    Parabéns, Miranda pelo excelente artigo!

  7. O mundo está cheio de ganância e egoismo. Nesse tipo de ambiente, alguns acham difícil ser diferente. Levados pela ambição egoísta ficam sedentos pelo poder. Também desenvolvem um certo desejo por mais dinheiro e bens, na verdade, infelizmente não se importam de agir de forma desonesta para alcançar seus objetivos, resumindo é “A influência do mundo perverso que vivemos.”

  8. Irene Mattos Felix disse:

    Desde que o Brasil foi escolhido para sediar a Copa e depois as Olimpíadas , o cheiro da corrupção tomou conta do Brasil, mas quem fosse contrário a isso seria considerado contra o Brasil
    Merecemos perder para a Alemanha de forma humilhante Na derrota vimos não só a superioridade dela no campo, mas na maneira como se preparou para chegar ao título
    Hoje , vendo toda a infraestrutura caindo , os roubos sendo denunciados, resta uma sensação de fragilidade ,pois o que vimos ficará impune e as nossas críticas não os atingirão

  9. Miranda, que bom ler as suas crônicas, mas seria tão bom que o Povão que vai as Urnas também as lessem e entendessem a mensagem!!!

  10. Osmar disse:

    Tuas palavras, somadas às de Rui Barbosa, representam um quinhão da podridão em que este país está imerso dentro de sua própria história. As elites políticas brasileiras permitiram e permitem que este, que poderia ser uma potência em função de sua grandeza, parou no tempo do desenvolvimento e da justiça social, infelizmente! O Brasil precisa ser “redescoberto”…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *