ORCRIM

[ 8 ] Comments
Compartilhar

MIRANDA SÁ (E-mail: mirandasa@uol.com.br)

          “O crime organizado não é nada mais do que uma guerra de guerrilha contra a sociedade”  (Lyndon Johnson)

Listei 14 dicionários de siglas, abreviaturas e afins, e tem muitos mais. Na minha estante de referência há quatro deles. Folheando-os é possível que cheguemos a milhares dessas reduções de palavras e expressões obedecendo a regra geral de escrever a primeira sílaba e a primeira letra da segunda sílaba, seguidas de ponto abreviativo.

Só de órgãos públicos no Brasil, um dos dicionários vistos recolheu cerca de quatro mil, afora os vinculados referindo-se a profissões, como termos matemáticos ou empresariais, e termos bancários.

Nesta Torre de Babel encontram-se siglas de associações, fundações, conselhos, partidos e organizações estudantis e sindicais; enfim, as abreviações dos vocábulos usadas à maneira de fácil entendimento. Devem ser inteligíveis.

Este recurso foi aproveitado sabiamente nas redes sociais desde os velhos tempos (parecem tão antigos!) do Orkut… No Twitter, a criatividade é incrível, começando pelo romântico “bjs” (beijos); e o uso de abs (abraços), c/ (com), FB (Faceboock), msg (mensagem), msm (mesmo), ñ (não) obg (obrigado), pq (porque), qquer (qualquer), tb (também) e a gíria dos bilhetes formais como cc (com cópia) e p/ (para).

Estas abreviações ajudam sobremodo as mensagens de 140 toques, sem nenhum prejuízo para a compreensão do interlocutor. Emprega-se também a terminologia dos jornais populares, como cel (celular), cine (cinema), foto (fotografia), micro (computador individual), moto (motocicleta) e para xingamentos, o infalível FDP (filho da puta).

Foi igualmente no twitter para uso das mensagens de análise e informação, que apareceram o CN (Congresso Nacional), LJ (Lava Jato), MP (Ministério Público), PF (Polícia Federal), SM (Sérgio Moro) e ORCRIM (Organização Criminosa).

Basta se escrever ORCRIM que a abreviatura leva rapidamente a pensar no Partido dos Trabalhadores, uma organização criminosa que assaltou o Brasil durante 14 anos, e o seu chefe, Lula da Silva, condenado da Justiça a nove anos e seis meses.

O terror – ideológico – do lulopetismo, defende o seu dirigente com fanatismo e o uso de chicanas jurídicas para desmerecer a robusta acusação que garantiu uma ampla defesa e a sentença do juiz Sérgio Moro, comprovante de três mil evidências, 13 casos e R$ 80 milhões em propina.

Não foram como dizem e repetem mil vezes como ensinou o doctor Goebbles querendo impor uma verdade mentirosa. São documentos, diálogos gravados e vários depoimentos e não precisa tanto, como diz o jornalista Jânio de Freitas: “É mais fácil encontrar motivo da condenação de Lula fora dos autos”.

O povo brasileiro vê em todos os setores políticos a avassaladora onda de corrupção aprimorada e institucionalizada nos governos de Lula da Silva em seu nome e no de Dilma Rousseff. Vê, principalmente, o enriquecimento dos parentes de Lula, dos hierarcas do PT, a “ajuda eleitoral” aos diversos representantes de partidos aliados.

É com satisfação que os brasileiros conscientes recebem a condenação de Lula e, consequentemente, da ORCRIM, que veio acompanhada do fim da contribuição sindical que engorda os pelegos privilegiados que dominam e paralisam os sindicatos.

Engrossamos os 83% dos pesquisados que pedem a prisão de Lula, mas não se satisfazem apenas com isto. Querem mais; a continuidade das investigações para levar com ele os seus cúmplices, ativos e passivos, que compõem a ORCRIM lulopetista.

8 respostas para ORCRIM

  1. Eneida de Paula Pessoa Muniz disse:

    Parabéns,excelente artigo como sempre. Adorei as abreviações 😂tbém. Brasil acima de tudo !!!🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷

  2. Margareth Cardoso Nunes Cortesão Casimiro disse:

    Sou prolixa, é difícil esse 140 caracteres. E essa terminologia já usada por muitos profissionais no dia a dia. Choco-me quando vejo um “MM Juiz”, ou “D.MP”, ou “E.xa.”, eu evito cometer essa falta de ética e pobreza de linguagem, no meu trabalho. Mas já me adaptei ao uso desses signos, no lugar devido.
    Indo ao tema central: ORCRIM tem o poder de me irritar, traz à baila todo esse terror ideológico que aos poucos começa a se dissipar, apesar das tentativas ‘goebblescas”desse Partido das Trevas. Com abreviação, ou sem.
    E, como sempre, é um prazer ler seus artigos lúcidos e cultos.

  3. Manuel Carlos Lopes disse:

    Muito bom, concordo que não precisamos ler a parte jurídica do inquérito de Lula,pois os fatos do dia a dia são claros e nos mostram que a “ORCRIM fez todos esses anos: corrupção.

  4. Com certeza as INVESTIGAÇOES tem que continuar. Tem que apurar profundamente a participação de todos os envolvidos, direta ou indiretamente; E, enfim condena-Los de acordo com o que diz a Lei.

  5. O mais importante seria o Povo nas Urnas varrer esses envolvidos, mas sabemos que isso é muito difícil e o que nos resta é torcer para esse povo ser Educado, para entender que precisamos mudar. Prender esses Ladrões e varrer do mundo político é o caminho.
    Grande Abraço

  6. WELTON REIS DOS SANTOS disse:

    Aos poucos a LJ vai identificar, julgar e condenada essa gente bandido. Excelente artigo!

  7. Márcia Dolcci disse:

    Concordo, em gênero, número e grau! Espero (em DEUS!) que o NEFASTO e TODA a TROPA PeTralha amarguem MERECIDA, PRÓXIMA e LONGA CADEIA…antes de voltarem pra ‘Casa Incandescente’, onde haverão de ARDER “per omnia saecula saeculorum, Amen”!!! AMÉM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *