Arquivos Mensais: dezembro 2013

Artigo

O que não quero para o Anno Domini de 2014

MIRANDA SÁ (E-mail: [email protected])

Não quero a sem-vergonhice que domina o poder federal no Pais, uma conduta que se reflete em todas as camadas da sociedade brasileira. E na atual conjuntura, tudo fica mais visível com a presidente da República ‘fazendo o diabo’ para se reeleger e manter a senha de acesso ao Erário nas mãos inescrupulosas dos pelegos lulo-petistas.

Verifica-se que não se trata apenas de uma tarefa do partido para a fantoche do Chefe Lula (ou seria o ‘Barba’?), aquele que escamoteia os seus sequazes, mesmo traindo-os, seguindo Tuma Jr., como fez com os metalúrgicos do ABC como informante do Dops em plena ditadura militar. Vê-se em cada ação de governo, e nas atitudes pessoais, até nos gestos, a ambição desmedida de Dilma.

Aproveitando-se da cegueira da Justiça Eleitoral faz campanha política não somente nos porões do Planalto, mas, também, descaradamente cumprindo uma agenda fajuta com as viagens injustificáveis pelo Brasil afora.

Com a chave do cofre e a caneta na mão encontra sempre quem a defenda. Aliás, o Partido dos Trabalhadores teceu uma malha de fios de aço para defender os companheiros da nomenclatura, na mais típica disciplina stalinista. O Chefão foi pelego da Volkswagen, dedo-duro da polícia política, enriqueceu junto com os filhos abusivamente, tendo sempre um mercenário ou um inocente útil para defendê-lo.

Com Dilma ocorre a mesma coisa. Acolheu na sua intimidade Erenice Guerra com ficha desabonadora; trouxe para a Casa Civil um pedófilo confesso, mantém no comando da economia, Mantega, comprovadamente um incompetente, mente inpudicamente nas repetidas promessas político-administrativas, mas é sempre blindada por oportunistas aproveitadores ou os tolos da base partidária.

Nunca antes neste País viu-se tamanha carga propagandista oficial para plantar esperança nos olhos gulosos para o butim, ou falsas expectativas para os que engravidaram ‘in vitro’ por promessas futuras.

Para os saqueadores do dinheiro público, tudo bem. Como aceitar, porém, o programa de reforma agrária feito nas coxas que nos chega às pressas com desapropriações que poderiam ter sido feitas há dois ou três anos?

Como silenciar com a grande mentira da criação de uma classe média de quatro salários mínimos?  Pobres infelizes que agora vêem entrar em vigor uma nova tabela do Imposto de Renda na fonte, corrigida em 4,5%, que lhes trarão prejuízos no próximo ano-base da obrigatória declaração de renda?

E a classe média antiga, de pequenos e médios comerciantes e produtores rurais, de profissionais liberais e trabalhadores qualificados, assistindo o seu patrimônio alterar-se para pior?

E os humanistas que constatam a hipocrisia constrangedora do PT-governo e sua Presidente diante das tragédias climáticas – quase rotineiras – que imprimem danosas perdas materiais e de vidas? As secas e enchentes para o lulo-petismo e sua representante legal, surgem como oportunidades para a marquetagem, já que a prevenção foi minimizada e as promessas não saem do papel.

Enfeixando esses procedimentos à vista de quem tem olhos de ver e ouvidos de ouvir, parece-me violentar ainda mais a cidadania esclarecida e independente a decisão arbitrária de aumentar os impostos que pagamos – os mais caros do mundo.

De repente, não mais que de repente, viu-se o IOF subir sem uma explicação plausível. Saques em moeda estrangeira no exterior, utilização de cartão de viagem e cartão de débito foram gatunados de 0,38% para 6,38%. Com isto, a velha e a nova classes médias ficam impedidas de viajar.

Diante disso, até mesmo a corrupção desenfreada dos petistas e seus aliados vai para a segunda divisão no campeonato dos malfeitos, assim como os fogos de vista criados pelas ‘comissões da verdade’ e a importação de médicos cubanos escravizados pelo regime castrista.

Na ourivesaria da falta de caráter do Pelegão e a Presidente-Fantoche, a Constituição e os direitos humanos não teem vez. E isso é o que não quero para o Anno Domini de 2014. Minha esperança se prende na Justiça, após o Supremo Tribunal Federal condensr os mensaleiros, quando ninguém acreditava que tal ocorreria. Que venham outros, outros mais na desratização da administração pública.

Que o próximo ano traga junto com o sopro higienizador iniciado no ano que se vai, com mais garantias de democratização, de liberdade e da corrupção depravada do PT e seus satélites.

Chamadas de 1ª página nos jornais deste sábado, 28.dez.13

ESTADÃO – Cartão de débito no exterior fica mais caro

C. BRAZILIENSE – STF mantém Genoino preso em Brasília

ESTADO DE MINAS – União envia recursos só para aliados

FOLHA DE SP – Governo sobe imposto para gasto de turista no exterior

ZERO HORA – Gasolina tem preço acima do sugerido

VALOR – Governo eleva IOF de cartões de débito e pré-pago no exterior

J. do COMMERCIO(PE) – Gasolina deve passar de R$ 3 a partir de quinta

O GLOBO – Governo eleva IOF para cartões pré-pagos e saques em moeda estrangeira

Chamadas de 1ª página nos jornais desta 6ª-feira, 27.dez.13

ESTADÃO – Verba para prevenção de desastres é reduzida

C. BRAZILIENSE – Dívida externa cresce 37% no governo Dilma e bate recorde

BRASIL ECONÔMICO – Abertura no México vai traçar novo mapa do petróleo

ESTADO DE MINAS – Deputados fazem “vigília” por verbas

FOLHA DE SP – Comércio tem o pior resultado no Natal em 11 anos

ZERO HORA – Até 18 anos de pena por fraude no leite

VALOR – Atraso é geral nas obras do PAC previstas para este mês

J. do COMMERCIO(PE) – Correção do IR chega menor que a inflação

Chamadas de 1ª página dos jornais desta 5ª-feira, 26.dez.13

ESTADÃO – Produtividade tem de subir 3% para País crescer 4%

C. BRAZILIENSE –Mortos pelas chuvas no ES chegam a 21

BRASIL ECONÔMICO – O nó da telefonia é o mau atendimento

ESTADO DE MINAS – Dívida ultrapassa os R$ 2 trilhões

O GLOBO – Tribunais deixam meta de julgar ações de improbidade e corrupção pela metade

FOLHA DE SP – Auditoria da CGU vê falhas básicas em ações sociais

ZERO HORA – Carros devem aumentar até 2,2%

VALOR –  Empresas querem mudar contratos de concessão de aeroportos

Artigo

Brasil arruinado por amoralidade e corrupção

MIRANDA SÁ (E-mail: [email protected] )

Dois escândalos recentes comprovam a minha tese de que a pelegagem lulo-petista desmantelou a ética e a moral políticas neste País de Nosso Senhor. O vôo da careca de Renan Calheiros e o flagrante das indecorosas transações de José Dirceu no Panamá mostram isto.

Em ambos os casos o cinismo e o desprezo pela opinião pública são reincidentes; Renan usou avião da FAB para ir ao Recife fazer transplante capilar. E não teve a vergonha de comentar que iria “consultar” a FAB para saber “se houve irregularidade de sua parte”.

O outro, Dirceu, sequaz de Renan na assiduidade da amoralidade e corrupção, abriu uma filial da sua ‘consultoria’ no Panamá, paraíso fiscal patrocinador de lavagem de dinheiro.

Isto, que levaria a cidadania de qualquer país sério condenar civil e penalmente a dupla trambiqueira, aqui, no pobre Brasil, recebe a defesa dos hierarcas petistas e da nomenclatura governamental. Como sempre, atrás dos poderosos, a romaria dos bajuladores, inocentes úteis e oportunistas.

O exemplo mais do que perfeito da impunidade viu-se com o senador petista Jorge Viana, vice-presidente do Senado, ir à tribuna defender Renan Calheiros dizendo “Renan foi para casa e desceu antes para fazer essa intervenção.”. Esqueceu-se o oligarca acreano de dizer que de Maceió à Recife são mais de 100 quilômetros…

Vem da eleição estelionatária de Lula da Silva para a presidência da República a privatização do dinheiro público pelos pelegos que assumiram o poder. Comportam-se como se o Brasil fosse deles, e as nossas leis não se aplicassem aos pelegos que sempre terão razões para transgredi-las.

Nada mais transparente quando os lulo-petistas elegem como seu ‘herói’, José Dirceu, chefe de quadrilha condenado pelo Supremo Tribunal Eleitoral; e, não conformados atacam – como se fora o único culpado -, o relator do processo, ministro Joaquim Barbosa.

Dirceu foi chefe da Casa Civil de Lula da Silva, o “operário” que não teve acanhamento de proteger e incentivar a volumosa roubalheira que se abateu no País. Conhecendo essa ‘fraqueza’ do Chefe, Zé Dirceu – demitido por improbidade – apressou-se em criar a JD Assessoria e Consultoria, para o assalto ao Erário.

Em 2008, essa empresa abriu uma filial no Panamá, paraíso fiscal da América Central que se especializou em lavagem de dinheiro. Tudo passaria em branco se o Hotel Saint Peter, de Brasília, controlado pela Truston International lhe oferecesse um emprego com salário de R$ 20 mil alegando atender presos do regime semi-aberto.

A JD Assessoria e Consultoria tinha na Cidade do Panamá, não por coincidência, o mesmo endereço da Truston International.

A Lavanderia panamenha de Dirceu, conforme princípios investigativos da Polícia Federal era ilegal e imoral. Além disso, engordava o “Herói” do lulo-petismo, conhecido pela extravagância de beber vinhos de R$800 a garrafa.

Isso, por se só deveria derrubar a ilusão dos que crêem no socialismo do companheiro de armas da presidente Dilma. Alguém lembrou outro dia, que falar-se em ‘panamá’ é referir-se a maracutaias. “Panamá”, na gíria e em bom português, é definido pelo Aurelão como “roubalheira em empresa ou repartição pública”.

Concordando com tal significação da prática criminosa de José Dirceu, constata-se, para reforçar a tese, que a JD teve a sua razão social alterada cinco vezes, e desse modo não é difícil supor que o presidiário-herói seja dono – ou ‘laranja’ – do Saint Peter, hotel que hospeda delegações do PT e dos partidos aliados.

Este quadro oferece o pressentimento de que haja algum interesse na blindagem para investigar ações policiais sobre a simultaneidade dos casos protagonizados pelo ilustre mensaleiro.

Em vida, sábia e experiente, minha Vó Quininha – que Deus tenha ao seu lado –, costumava filosofar que “melancia não dá em mamoeiro”. Grande ensinamento que induz a concluirmos que não se pode esperar que da pelegagem saia alguém honesto.

Chamadas de 1ª página nos jornais deste domingo, 22.dez.13

ESTADÃO – Dirceu abriu empresa no Panamá no mesmo endereço de hotel

C. BRAZILIENSE – Brasil tem pior serviço público entre 30 países

J. DO COMMERCIO (PE) – Renan usa avião da FAB em voo pessoal

ESTADO DE MINAS – Congresso cria regalias

O GLOBO – Previdência de servidores estaduais e municipais tem rombo de R$ 78 bilhões

FOLHA DE SP – Congresso inerte é risco à democracia, diz ministro do STF

ZERO HORA – A nova ofensiva policial no Caso Kiss

VALOR – Após decisão do STF, São Paulo reajusta IPTU em 5,6%

Chamadas de 1ª página nos jornais deste sábado,14.dez.13

ESTADÃO – STF mantém liminar e IPTU terá reajuste só pela inflação

C. BRAZILIENSE – Como era de se esperar: caos nos aeroportos

J. DO COMMERCIO (PE) – BC prevê inflação acima da meta

ESTADO DE MINAS – MEC anuncia 1,5 mil eliminações no Enem

O GLOBO – Suécia confirma envio ao Brasil de modelo mais antigo de caça

FOLHA DE SP – Haddad perde no STF e desiste de aumentar o IPTU em 2014

ZERO HORA – Delta é liberada a contratar com poder público

VALOR – Carga tributária brasileira bate recorde e soma 35,85% do PIB

Chamadas de 1ª página nos jornais desta 6ª-feira, 20.dez.13

ESTADÃO – Brasil quer caça emprestado para evitar falha na defesa

C. BRAZILIENSE – Críticas à autonomia limitada dos Gripens

J. DO COMMERCIO (PE) – FAB negocia aviões-tampão

ESTADO DE MINAS – Brasil pede caça sueco provisório

O GLOBO – Para especialistas, situação da FAB é vulnerável

FOLHA DE SP – Brasil pedirá avião ‘tampão’ até a chegada dos novos

ZERO HORA – Enquanto espera, FAB quer aviões emprestados

Chamadas de 1ª página nos jornais desta 5ª-feira, 19.dez.13

ESTADÃO – Brasil pagará US$ 4,5 bi por 36 caças da Suécia

C. BRAZILIENSE – Mais R$ 16 milhões para mordomia de deputados

J. DO COMMERCIO (PE) – Dez vereadores na prisão

VALOR – STJ mantém veto ao aumento do IPTU em São Paulo

ESTADO DE MINAS – Novo salário mínimo será de até R$ 724

O GLOBO – Até para mensaleiros: Planalto abre cofre e aprova Orçamento

FOLHA DE SP –  BC dos EUA inicia retirada de estímulos à economia

ZERO HORA – Dólares a menos nos EUA, temor no Brasil

Chamadas de 1ª página nos jornais desta 4ª-feira, 18.dez.13

ESTADÃO – Governo recua e mantém prazo para ABS e airbag

C. BRAZILIENSE – Governo recua e mantém carros com air bag e ABS

J. DO COMMERCIO (PE) – Governo recua e vai exigir air bag em carro novo

VALOR – Airbags e freios ABS serão obrigatórios em 2014 

ESTADO DE MINAS – Aécio lança propostas e alfineta o governo PT

O GLOBO – Governo recua: Airbag e freio ABS serão obrigatórios

FOLHA DE SP –  Governo recua, e airbag será obrigatório em carros

ZERO HORA – Governo recua e exige airbag a partir de 2014