Arquivo do mês: fevereiro 2012

Duke Ellington – Jazzdagen

Corregedora do CNJ defende punição a juízes ‘vagabundos’

No Senado, Eliana Calmon diz que a atitude servirá para proteger a maioria dos magistrados, que é ‘decente’

Depois de acusar existência de “bandidos escondidos atrás da toga” e provocar Crise no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a corregedora nacional de justiça, ministra Eliana Calmon, afirmou ontem que é preciso expor as mazelas do Judiciário e punir juízes “vagabundos”, afim de proteger os magistrados honestos – que, ela ressaltou, são a maioria. Em sessão da Comissão de Constituição e Justiça do Senado convocada para discutir o reforço dos poderes do CNJ, ela chamou de “descalabro” a situação nos Estados. “Toda vez que um governador corrupto quer um favor, ele se junta ao presidente do tribunal e dá aumento”, afirmou Eliana, referindo-se aos “penduricalhos” que geram uma “gratificação monstruosa” a magistrados. (Estadão)

Câmara aprova nova regra para servidor se aposentar

Projeto atinge futuros funcionários e terá de ser confirmado pelo Senado.

Depois de o governo Dilma Rousseff estabelecer como prioritária neste começo de ano legislativo a mudança no regime de aposentadoria do servidor público, a Câmara aprovou ontem o texto principal do projeto que cria até três fundos de previdência complementar para o funcionalismo (Funpresp). O objetivo é acabar com o rombo na previdência dos servidores, que chega hoje a R$ 60 bilhões. O novo modelo afetará apenas os que ingressarem no serviço público após a aprovação final da lei. A proposta, que teve 318 votos a favor e 134 contrários, foi apoiada pelo PSDB, mas o PDT, da base aliada, encaminhou contra. Pelo novo regime, o servidor público será igualado ao trabalhador da iniciativa privada: receberá aposentadoria até o teto do INSS, hoje de R$ 3,9 mil, e, se quiser receber um benefício maior, terá que contribuir para a previdência complementar. A votação da câmara será encerrada hoje, com a análise de destaques. E ainda terá que passar pelo Senado. (O Globo)

Chamadas de 1ª página_29.fev.12

O GLOBO – Inpe quer manter pesquisa na Antártica

FOLHA DE SP – EUA desistem de negócio US$355 mi com a Embraer

ESTADÃO – Federaliza-se a eleição em São Paulo

C. BRAZILIENSE – Câmara muda aposentadoria de servidores

VALOR ECONÔMICO – Dilma intervém em briga entre BB e Previ

ESTADO DE MINAS – Deputado do PT contratou advogada de fraudador

JORNAL DO COMMERCIO – PR quer lançar Tiririca na disputa em SP

ZERO HORA – Aprovada mudança na Previdência de servidor

John Lennon & Jimi Hendrix – Day Tripper

http://youtu.be/FtCfmhDz4qA

Chamadas de 1ª página_28.fev.12

O GLOBO – Professores: piso da rede pública será de R$ 1.451

FOLHA DE SP – Depósito milionário para ex-vice do BB é investigado

ESTADÃO – Agora é urgente definir o reajuste dos combustíveis

C. BRAZILIENSE – Militar alertou sobre falhas na Antártida

VALOR ECONÔMICO – Kassab e Alckmin divergem sobre futuro de Serra

ESTADO DE MINAS – Terras de Reforma Agrária são vendidas no norte de MG

JORNAL DO COMMERCIO – OAB no STF contra o auxílio-alimentação

ZERO HORA – Nova Base na Antártida opõe cientistas e governo

Beatles – Come Together

Farcs prometem acabar com sequestro de civis

Enfraquecida, guerrilha colombiana diz que libertará seus últimos reféns

A fim de negociar com o governo do país, as Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) anunciaram o fim dos sequestros de civis. Restam hoje 9.000 guerrilheiros das Farc, que já contaram com 17 mil.

Enfraquecida pela morte de seus líderes, a guerrilha de origem comunista, financiada com o narcotráfico, diz que libertará os dez últimos reféns: “Não cabem obstáculos à possibilidade de retomar negociações”. (Folha de SP)

Após reduzir verba, governo promete nova base em 2 anos

Cientistas voltam abalados com morte de militares e destruição da pesquisa

Depois de gastar apenas metade do orçamento previsto para o programa brasileiro na Antártica no ano passado, deixando de aplicar R$9 milhões, o governo promete agora reconstruir em dois anos a Estação Comandante Ferraz. Um incêndio na madrugada de sábado matou dois militares e destruiu 70% das instalações. Pesquisadores choravam ontem a morte dos companheiros de missão e a destruição das pesquisas. O governo estuda usar o navio polar Almirante Maximiniano como base provisória.

Maioria dos sobreviventes dormia quando fogo começou

Os sobreviventes do incêndio que destruiu 70% da base brasileira na Antártida disseram que a maioria dormia quando fogo começou. Um grupo que estava acordado percebeu o problema e bateu nas portas dos colegas. “Separamos os civis e passamos a enfrentar o fogo”, contou o tenente Pablo Tinoco.

Mortos

Sargento Roberto Lopes dos Santos: Era sua 3ª missão na Antártica. Morava em Nilópolis, gostava de fotografar e tinha 45 anos.

Suboficial Carlos Alberto Figueiredo: Baiano de 47 anos, estava na Marinha há 30. Tinha planos de se aposentar em março. (O Globo)

Chamadas de 1ª página_27.fev.12

O GLOBO – Equador: 140 intelectuais contra Correa

FOLHA DE SP – Afastamentos por uso de drogas preocupam INSS

ESTADÃO – Reconstrução da base na Antártida vai levar um ano

C. BRAZILIENSE – Faxina de Dilma deixa o segundo escalão de fora

VALOR ECONÔMICO – Serra foca na polarização com o PT

ESTADO DE MINAS – Acabaram-se as desculpas para adiar o ano

JORNAL DO COMMERCIO – Começa na quinta entrega da declaração

ZERO HORA – Fogo consome história do Brasil na Antártica