Arquivos Mensais: dezembro 2009

Villa-Lobos e OSESP

Heitor Villa-Lobos
Choros nº 10 – Rasga o Coração

Concerto de Final de Ano (31/12/2008)
Sala São Paulo
Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo
Regência: John Neschling

Os cinco melhores da história do Brasileirão (1971/2009)

TÍTULOS


1.º Flamengo e São Paulo: 6

3.º Corinthians, Palmeiras e Vasco: 4


PARTIDAS VENCIDAS

1.º São Paulo: 470

2.º Inter: 453

3.º Cruzeiro: 432

4º Flamengo: 431

5.º Palmeiras: 430


PONTOS GANHOS

1.º São Paulo: 1511

2.º Inter: 1455

3.º Cruzeiro: 1402

4.º Santos: 1376

5.º Flamengo: 1367


GOLS MARCADOS


1.º São Paulo: 1602

2.º Cruzeiro: 1481

3.º Vasco: 1471

4.º Santos: 1461

5.º Atlético Mineiro: 1436


Fonte: Juca Kfouri

Pasalia Chepkorir e James Kipsang

Quênia faz a dobradinha na São Silvestre, com direito a bi de James Kipsang.

O queniano James Kipsang conquistou o bicampeonato da Corrida de São Silvestre e se juntou ao seleto grupo de corredores de seu país que conseguiu vencer duas edições consecutivas da prova. Ele terminou os 15 quilômetros em 44min40s. No feminino, a também queniana Pasalia Chepkorir dominou do início ao fim e assegurou a dobradinha.

Kipsang foi o primeiro bicampeão consecutivo da prova desde 2000, quando Paul Tergat conquistou três na sequência. Ele se tornou o terceiro queniano a vencer duas seguidas, junto com Tergat e Simon Chemwoyo, bicampeão em 1992-1993. A última dobradinha do Quênia havia sido em 2007, com Robert Cheruiyot e Alice Timbilili.

Já a também queniana Pasalia terminou com 52s32, seguida pela sérvia Olivera Jevtic e pela brasileira Marily dos Santos, terceira colocada pelo segundo ano seguido. Maria Zeferina Baldaia e Cruz Nonata chegaram logo atrás e também levaram o Brasil ao pódio.

A prova feminina começou com o pelotão brasileiro formado por Zenaide Vieira e Rosângela Faria disputando espaço entre as líderes. Logo, a etíope Desartu Tulu entrou no bolo, mas foi a queniana Pasalia Chepkorir quem forçou na descida e chegou na Ipiranga na frente.

Logo, Maria Zeferina Baldaia se juntou às líderes. Mas foi Marily dos Santos, terceira colocada em 2008, quem esticou na frente antes da entrada no Minhocão. Mas não durou muito e Pasalia logo reassumiu a ponta, correndo isolada perto na avenida Rio Branco após deixar para trás a etíope Hayato Hasso.

Após a largada masculina, na descida da consolação, quem tomou a dianteira foi o brasileiro Cristiano Machado, seguido de perto pelo tanzaniano Martin Sulle. O africano logo assumiu a ponta, e logo atrás o também brasileiro Marcos Elias tentava a aproximação. Enquanto isso, no feminino, com dez quilômetros completados, Pasalia deu sinais claros de que venceria a prova, abrindo grande vantagem sobre o segundo pelotão.

Enquanto isso, Sulle entrava no Minhocão sozinho, acompanhado apenas pelos batedores, com boa vantagem. Alguns metros atrás, o pelotão que incluía o tricampeão Robert Cheruiyot fazia a perseguição. Sulle completou 5.000 m em apenas 13min59s, mas deu sinais de cansaço em seguida.

Não demorou para que o pelotão liderado por Robert Cheruiyot deixasse Sulle para trás. O defendor do título James Kipsang então tomou a dianteira antes do quilômetro 10. O queniano abriu boa vantagem, mas começou a ser seguido de perto pelo compatriota Elias Chelimo. Mas, na subida da Brigadeiro, Kipsang disparou e assegurou o bicampeonato.

Fonte: UOL Esporte/Rafael Krieger

São Silvestre

A 85ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre, mais tradicional corrida de rua do Brasil, teve início na tarde desta quinta-feira. Às 14h40 (horário de Brasília), partiram os cadeirantes e handcycle (masculino e feminino). Às 14h45, saíram os demais atletas com deficiência. A elite feminina da prova começou a correr às 16h25. Às 16h42, partiram a elite masculina e as demais categorias.

Ao todo, mais de 21 mil pessoas se inscreveram para participar da corrida, que teve, como tradicionalmente, grande presença de anônimos fantasiados, que alegraram a avenida Paulista, onde ocorre a largada da prova.

Mais uma vez, os africanos são os favoritos ao título. No masculino, o nome da vez é o do queniano Robert Cheruiyot, campeão da São Silvestre em 2002, 2004 e 2007.

No feminino, as mais cotadas são a queniana Margarete Okayo (campeã em 2003 e vencedora da Maratona de Nova York deste ano), a sérvia Olivera Jevtic, três vezes vencedora da prova em São Paulo, e a etíope Derartu Tulu, campeã em 1994.

Os brasileiros não sobem ao ponto mais alto do pódio desde 2006, quando Frank Caldeira e Lucélia Peres venceram a prova.

Para diminuir o domínio dos africanos, no último mês de janeiro, a pedido de treinadores e atletas, a CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo) criou uma norma limitando a participação de estrangeiros a três por país nas principais provas do calendário nacional – para a São Silvestre, os dirigentes abriram uma exceção, de maneira que o Quênia, por exemplo, possui cinco atletas inscritos.

Fonte: Diário do ABC

Opinião

Presidente faz o que fez no caos aéreo: não decidir

Lula faz na crise com as Forças Armadas o que fez no caos aéreo. Sem condições de decidir entre Jobim e militares de um lado e Dilma, Tarso e Paulo Vannuchi (Direitos Humanos) de outro, ele simplesmente não decide. O presidente viajou, mas a crise continua.

Eliane Cantanhêde, jornalista

Questão militar

Militares dizem que a crise ainda não acabou

A crise que levou o ministro Nelson Jobim (Defesa) e os comandantes militares a pedir demissão, semana passada, está longe do fim. Militares disseram que o problema só estará resolvido quando o presidente Lula revogar decreto que permite anular a Lei da Anistia e cria a Comissão Nacional da Verdade para apurar crimes cometidos na ditadura. Entidades de direitos humanos pediram que o texto fosse mantido.

Lula deixa para abril definição sobre plano que irritou militares

O presidente Lula saiu de férias e deixou para abril definição sobre o Plano Nacional de Direitos Humanos, foco de crise entre militares e membros do governo ligados às famílias de mortos e desaparecidos na ditadura.

Congresso faz críticas a revisão da anistia

Parlamentares governistas e da oposição criticaram ontem a revogação da Lei de Anistia, prevista no Programa Nacional de Direitos Humanos, que provocou uma crise no governo, com ameaças de demissão do ministro Nelson Jobim (Defesa) e comandantes militares.

Noticiário

Governo usa manobra fiscal para aumentar seu superávit = O Tesouro Nacional recebe hoje R$ 5,2 bilhões para melhorar o superavit primário de 2009. Fruto de manobra fiscal, o reforço provém de operação que envolve a compra, pelo BNDES, de dividendos que a União tem a receber da Eletrobrás. A meta do superavit primário (economia para pagar juros) da União para 2009 é de 2,5% do PIB.

Bolsa brasileira tem a maior alta do mundo após a crise = Com um ganho de 142% em dólar e de 82,6% em real este ano, a Bolsa brasileira registrou a maior valorização entre os 13 principais mercados de ações do mundo.

Lula lança MP para criar crédito extra de R$ 18 bi = Por medida provisória, o presidente Lula criou créditos extraordinários de R$ 18 bilhões. A oposição anunciou que irá ao Supremo Tribunal Federal contra a MP, alegando que ela é inconstitucional.

Brasileiros querem ficar no Suriname = A ex-dona de casa Elisa (nome fictício), 29, que diz ter sido estuprada no Suriname, não quer sair do país. Ex-prostituta de garimpo, ela é uma das 19 pessoas que afirmam ter sofrido violência sexual durante o ataque de descendentes de quilombolas a brasileiros em Albina, na véspera do Natal.

Piso nacional dos professores irá em janeiro para R$ 1.025 = O governo estipulou em R$ 1.024,67 o novo piso nacional dos professores de ensino básico. O valor, que vigorará a partir de 1° de janeiro, é 7,86% maior do que os atuais R$ 950. A inflação acumulada desde a sanção da lei que criou o piso, em julho de 2008, é de 6,19%.

Arruda gasta R$ 700 mil em show após mensalão = O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido), abriu os cofres para contratar artistas de peso no réveillon e tentar diminuir o desgaste com o mensalão do DEM.

Novo acordo do clima…em 2100 = O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, disse, em entrevista ao JB, que 32 países, incluindo os Estados Unidos, acertaram em Copenhague um acordo a ser assinado em 2015, prevendo o aumento máximo de 1,5 grau na temperatura da Terra até o distante 2100.

Após alívio, gripe suína volta a assustar o país = O comerciante Edson Rocha tem um motivo a mais para brindar a chegada de 2010. Aos 52 anos, ele foi uma das 27.850 pessoas infectadas pela gripe suína no Brasil – números registrados pelo Ministério da Saúde -, mas conseguiu se curar após atendimento médico e uso de remédios.

Novos concursos = Incra, Comando do Exército e Fundacentro vão realizar seleções no ano que vem para a contratação de um total de 934 servidores.

 

 

 

 

Manchetes de hoje_31.dez.09

FOLHA DE SÃO PAULO – Bolsa de SP tem maior valorização do mundo

O GLOBO – Bolsa brasileira tem a maior alta do mundo após a crise

CORREIO BRAZILIENSE – Após alívio, gripe suína volta a assustar o país

O ESTADO DE SÃO PAULO – Bovespa sobe 120,9% e lidera ranking global

JORNAL DO BRASIL – Rio se prepara para começar 2010 com o pé direito

Poesia

MORRO DO QUE HÁ NO MUNDO

 

 

Morro do que há no mundo:

do que vi, do que ouvi.

Morro do que vivi.

Morro comigo, apenas:

com lembranças amadas,

porém desesperadas.

Morro cheia de assombro

por não sentir em mim

nem princípio nem fim.

Morro: e a circunferência

fica, em redor, fechada.

Dentro sou tudo e nada.

 

 

Cecília Meireles

 

A Poetisa

 

Cecília Meirelles (1901-1964) filha de Carlos Alberto de Carvalho Meireles, funcionário do Banco do Brasil, e de D. Matilde Benevides Meireles, professora municipal, Cecília Benevides de Carvalho Meireles foi a única sobrevivente dos quatros filhos do casal.

O pai faleceu três meses antes do seu nascimento e sua mãe quando ainda não tinha três anos. Desse modo, foi criada por sua avó, Jacinta Garcia Benevides.

Concluiu o curso primário em 1910, na Escola Estácio de Sá, ocasião em que recebeu de Olavo Bilac, Inspetor Escolar do Rio de Janeiro, medalha de ouro por ter feito todo o curso com “distinção e louvor”. Diplomou-se no Curso Normal, em 1917, passou a exercer o magistério primário em escolas oficiais do antigo Distrito Federal.

Dois anos depois, em 1919, publicou seu primeiro livro de poesias, “Espectros”. Seguiram-se “Nunca mais… e Poema dos Poemas”, em 1923, e “Baladas para El-Rei, em 1925. Nesse meio tempo, casou-se, em 1922, com o pintor português Fernando Correia Dias, com quem tem três filhas: Maria Elvira, Maria Mathilde e Maria Fernanda, que se tornou uma atriz teatral consagrada.

Leia mais aqui

Adiando problemas

Lula fica de folga até dia 10

O presidente Lula da Silva começa nesta quarta-feira um período de recesso que deve durar até o dia 10 de janeiro. Segundo o Palácio do Planalto, a agenda oficial será retomada no dia 11, segunda-feira, mas nada impede que o presidente “decida trabalhar” até lá.

Lula não costuma entrar de férias oficialmente, por isso é comum “tirar folgas” na virada do ano, período em que passa exclusivamente com a família. Neste ano, Lula deve passar alguns dias na base naval de Aratu, na Bahia. É também lá que o presidente estará durante a festa de Reveillon. No ano passado, a festa da virada presidencial foi em Fernando de Noronha.

BBC/BRASIL