Arquivos Mensais: maio 2009

Poesia

VISÕES

Procura guardá-las, Poeta,

por poucas que sejam de guardar,

do teu amar as visões.

Coloca-as no meio ocultas nas tuas frases.

Procura detê-las, Poeta,

quando em tua cabeça elas despertam,

de noite ou na luz crua do meio-dia.

 

konstantinos kavafis

 

O Poeta

Constantine P. Cavafy (Kavafis), nasceu em Alexandria (Egito)  em 1863. O seu pai morreu em 1870, deixando a família em precária situação financeira. A sua mãe e os seus seis irmãos mudaram-se para Inglaterra dois anos depois. Devido à má administração dos bens da família por parte de um dos filhos, a família foi forçada a regressar a Alexandria, na pobreza.

Os sete anos que Kavafis passou em Inglaterra foram importantes na formação da sua sensibilidade poética. O seu primeiro verso foi escrito em inglês (assinando ‘Constantine Cavafy’), e o seu subsequente trabalho poético demonstra uma familiaridade substancial com a tradição poética inglesa, em particular as obras de Shakespeare, Browning e Oscar Wilde.

Os anos que se seguiram, de regresso a Alexandria, representaram tempos de pobreza e desconforto, mas revelaram-se igualmente significativos no desenvolvimento da sensibilidade de Kavafis. Este escreveu os seus primeiros poemas – em inglês, francês e grego – durante este tempo, em que aparentemente também teve as primeiras relações homossexuais.

Tendo trabalhado durante 30 anos na Bolsa de Valores Egípcia, Kavafis permaneceu em Alexandria até a sua morte, que ocorreu em 1933, por motivo de cancro da laringe. Sabe-se que recebeu a sagrada comunhão da Igreja Ortodoxa pouco antes de morrer e que o seu último gesto foi desenhar um círculo numa folha branca e depois colocar um ponto no meio do círculo.

Pelos contornos da sua história fragmentária, poder-se-ia dizer que a vida mais rica de Kavafis seria a vida interior sustentada pelas suas relações pessoais e pela sua criatividade artística.

Embora Kavafis tenha conhecido inúmeros homens das letras durante as suas viagens a Atenas, não recebeu o total apreço dos letrados atenienses senão quando da publicação da sua coletânea de poemas em 1935.

Parece provável que a sua importância tenha permanecido relativamente irreconhecida antes da sua morte precisamente pelas mesmas razões que hoje o estabelecem como um dos mais originais e influentes poetas gregos do século XX: o seu irredutível desapreço, na idade adulta, pela retórica que então prevalecia entre os poetas da Grécia continental; a sua quase prosaica frugalidade no uso de figuras de estilo e metáforas; a sua constante evocação de ritmos falados e coloquialismos. 

A sua franca e avant-garde abordagem dos temas homossexuais; a sua re-introdução dos modos epigramático e dramático que haviam permanecido largamente abandonados desde os tempos helenísticos; o seu frequentemente esotérico mas brilhantemente vivo sentido de história; a sua dedicação ao Helenismo, aliada a um estatuo cinismo relativamente à política; o seu perfeccionismo estético; a sua criação de um mundo ricamente mítico durante a sua idade adulta.

 

Estes tributos, possivelmente pouco valorizados na sua época, hoje estão indubitavelmente entre os que lhe garantirão um lugar duradouro na tradição literária do mundo ocidental.

 

 

O IBGE constata a piora do emprego

Embora a taxa de desocupação tenha caído ligeiramente entre março e abril, de 9% para 8,9%, segundo a Pesquisa Mensal de Emprego (PME), do IBGE, o que se constata é uma nova deterioração do mercado de trabalho. Esta se explica pela queda da renda média real, por um ligeiro acréscimo do número de pessoas que deixaram de procurar vagas e pela confirmação dos dados negativos do emprego industrial.

A pesquisa abrange as seis principais regiões metropolitanas e, destas, três mostraram ligeira queda da desocupação (São Paulo, Rio e Porto Alegre) e as outras, aumento do desemprego (Salvador, Belo Horizonte e Recife).

FOLHA DE SÃO PAULO –  Governo espalha mais a propaganda federal

 

CORREIO BRAZILIENSE – Empresa ligada à Petrobras vira alvo

 

JORNAL DO BRASIL – Futuro das cotas nas mãos da Justiça

 

TRIBUNA DO NORTE – Mais de 6 mil imóveis estarão à venda no Feirão da Caixa

 

JORNAL DO COMMERCIO (PE) – Ministério da Saúde confirma mais quatro casos da gripe no País

 

O ESTADO DE SÃO PAULO – PT controla repasse da Petrobras a ONGs

 

O GLOBO – Petrobras gasta bilhões em compras sem licitação

 

ZERO HORA – Como os gaúchos avaliam a crise política

 

DIÁRIO DE NATAL – Pronta para a copa!

 

ESTADO DE MINAS – Oposição espera munição do TCU

Para recordar filmes clássicos

O Sétimo Selo (1956)

Sinopse:

Após dez anos, um cavaleiro (Max Von Sydow) retorna das Cruzadas e encontra o país devastado pela peste negra. Sua fé em Deus é sensivelmente abalada e enquanto reflete sobre o significado da vida, a Morte (Bengt Ekerot) surge à sua frente querendo levá-lo, pois chegou sua hora.

Objetivando ganhar tempo, convida-a para um jogo de xadrez que decidirá se ele parte com a Morte ou não. Tudo depende da sua vitória no jogo e a Morte concorda com o desafio, já que não perde nunca.

 Elenco:

Max Von Sydow (Antonius Block)

Gunnar Björnstrand (Jöns)

Bengt Ekerot (Morte)

Nils Poppe (Jof)

Bibi Andersson (Mia)

Inga Gill (Lisa)

Maud Hansson (Bruxa)

Ano de Lançamento (Suécia): 1956

Direção: Ingmar Bergman

Roteiro: Ingmar Bergman, baseado em peça de Ingmar Bergman

Produção: Allan Ekelund

Música: Erik Nordgren

Premiações

– Ganhou o Prêmio do Júri no Festival de Cannes.

 Curiosidades

 O Sétimo Selo é o primeiro de uma série de dez filmes em que o ator Max Von Sydow trabalhou com o diretor Ingmar Bergman.

 – Este é o 10º de 13 filmes em que o diretor Ingmar Bergman e a atriz Bibi Andersson trabalharam juntos. Os demais foram Sorrisos de uma Noite de Amor (1955), Morangos Silvestres (1957), Bakomfilm Smultronstället (1957), No Limiar da Vida (1958), O Rosto (1958), Rabies (1958), O Olho do Diabo (1960), Para Não Falar de Todas Essas Mulheres (1964), Quando Duas Mulheres Pecam (1966), A Paixão de Ana (1969), A Hora do Amor (1971) e Cenas de um Casamento (1973).

– O título O Sétimo Selo é uma referência ao capítulo 8 do Livro das Revelações.

chargeonline.com/Paixão

chargeonline.com/Paixão

O lado bom de Brasília

Niemeyer muda Praça da Soberania

Em entrevista ao Correio, o arquiteto antecipa as modificações no projeto da Praça da Soberania, que despertou grande polêmica em Brasília. Niemeyer criou uma avenida para pedestres, alterou a posição dos prédios, diminuiu a altura do obelisco de 100 para 50 metros e o deixou mais próximo do Museu da República. As mudanças preservam a visibilidade do Congresso Nacional e da Esplanada. “A arquitetura de Brasília tem direito a uma praça mais digna”, defende.

Frase da vez_2/31

O real faz parte, atualmente, de seleto grupo de moedas emergentes que se colocam como alternativa de reserva de valor para os investidores internacionais”.

L.C. Mendonça de Barros, economista

Opinião

Vão fazer o quê?

O presidente Lula antecipou o debate sucessório ao lançar a candidatura de Dilma Rousseff. Logo mobilizaram-se José Serra e Aécio Neves. Há quem preveja o PMDB apresentando candidato próprio.

O problema é que ninguém, até agora, disse o que pretende, caso eleito. Quais as intenções de Dilma? Seria apenas repetir a administração do Lula? E as linhas básicas do governo Serra, alguém conhece? Aécio revelou alguma diretriz fundamental?

CARLOS CHAGAS, jornalista

Brasil Real

O PAC sem resultados

Não saiu do papel a maior parte das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a grande promessa de realizações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em seu segundo mandato. Nos primeiros dois anos, o governo concluiu só 3% das 10.914 obras previstas. No fim do ano passado, 23% estavam em andamento e 74% continuavam na intenção.

ESTADÃO

Pesquisas

Datafolha aponta duelo Serra-Dilma

Claro que falta muito tempo, o que dá boa margem a acontecimentos imponderáveis. A sucessão presidencial acontecerá apenas em outubro de 2010. Mas os últimos movimentos de bastidor e pesquisas de intenção de voto vão reforçando o chamado cenário A, aquele mais provável: uma disputa entre o hoje líder nas pesquisas, o governador de São Paulo, o tucano José Serra, e a ministra da Casa Civil, a petista Dilma Rousseff.

A mais recente pesquisa Datafolha, realizada entre os dias 26 e 28 de maio, mostrou que o cacife de Serra continua alto. Houve uma redução de três pontos percentuais na comparação com a última pesquisa, feita entre 16 e 19 de março. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Folha News