Arquivos Mensais: junho 2008

Poesia

Basta pensar em sentir

Basta pensar em sentir
Para sentir em pensar.
Meu coração faz sorrir
Meu coração a chorar.
Depois de parar de andar,
Depois de ficar e ir,
Hei de ser quem vai chegar
Para ser quem quer partir.
Viver é não conseguir.

Fernando Pessoa (1888-1935)




COMENTÁRIO (I)

Mais uma dose

Com a inflação voltando com tudo depois da gastança governamental (não por falta de aviso) e o Ipea censurado como nem na ditadura para esconder a escalada de preços, o presidente da República só fala ao país sobre a sua obsessão pelo álcool.

É torcer para que, pelo menos, não dirija.

Guilherme Fiúza, jornalista e escritor

História – há 74 anos…

30/06/1934 – A implacável Noite dos Longos Punhais

A Noite dos Longos Punhais foi um episódio de conspiração, traição e morte nas entranhas do poder da Alemanha nazista. Numa mal sucedida resistência à liderança de Adolf Hitler, o capitão Ernst Röhm, seu antigo colaborador e comandante da Seção de Assalto – SA Sturmabteilung, braço militar do Partido Nazista, passou a defender publicamente a transformação da mesma em uma milícia independente, e com poderes para controlar o exército alemão. Seu discurso foi repelido pela classe média e inquietou as bases militares e industriais, indispensáveis para os planos de longo prazo do Führer. A reivindicação de Röhm alarmou os generais, que passaram a cobrar de Hitler uma resposta enérgica. O ex-colaborador não imaginava o seu destino, após cair em desgraça com o Chanceler.

20080627-010734

Alegando reação a uma rebelião no seio da SA, então com dois milhões e meio de soldados, Hitler livrou-se de maneira brutal dos seus traidores. Durante a madrugada, elementos da sua guarda pessoal, a SS – Schutzstaffel, invadiram o hotel em que Röhm se encontrava na companhia de outros líderes da SA. Surpreendidos, todos foram detidos e rapidamente fuzilados. A inquietação pública na capital foi evidente e deu margens aos mais aterradores boatos. Para conter a agitação, o governo reforçou a segurança nas ruas com a SS, e deu ordens extremas à imprensa que não noticiasse os fatos, sob risco de severa punição aos desobedientes.

O triunfo e a hegemonia de Hitler

Oficialmente, o governo alegou que a SA preparara um golpe contra o Reich. Na realidade, porém, Hitler concretizava mais uma de suas estratégias de poder. Como um ano antes ele tinha liquidado a esquerda alemã, o massacre significou a eliminação dos seus últimos rivais. Sem contestação, era o líder supremo. A SS, força de elite ideológica e racial, passou a ter grande relevância na estrutura do poder, encarregada da segurança interna da Alemanha e, na guerra, dos países ocupados. O banho de sangue custou dezenas de vidas, muitas sem qualquer ligação com Röhm.

Fonte: CPDOC/JB

Frase_2/30

“Tantos homens públicos brasileiros querendo deixar suas pegadas nas areias do tempo. Mas não conseguem apagar as impressões digitais.”

Millôr Fernandes, o Millôr

A responsabilidade dos partidos

Até o próximo fim de semana, todas as convenções partidárias terão sido realizadas, e a campanh a eleitoral vai começar de fato. Mas não basta ao candidato ter sido escolhido em convenção.
Sua candidatura precisa obter o registro junto à Justiça Eleitoral.

Por isso, mesmo será crucial o papel dos juízes eleitorais nos municípios; caberá a eles, em primeira instância, barrar os candidatos com ficha suja. (Não custa lembrar: para prestar um concurso público, desde a profissão mais humilde à mais sofisticada, é preciso ter ficha limpa. Agora, para concorrer a um cargo eletivo, desde vereador até presidente da República, este requisito básico não é exigido.)

Clique aqui para ler na íntegra.

Fonte: Lúcia Hipollito

Charge do Amorim

Fonte: chargeonline.com.br/Amorim

SEGURANÇA

Presidente do STF assaltado em Fortaleza

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Gilmar Mendes, foi vítima de tentativa de assalto na manhã deste domingo enquanto caminhava na avenida Beira-Mar, em Fortaleza. Um de seus seguranças evitou o roubo e prendeu o assaltante, um rapaz de 18 anos, levando-o à delegacia.

De acordo com o STF, o ministro estava em Fortaleza para compromissos pessoais e familiares.
O local da orla onde Mendes quase foi assaltado, a Volta da Jurema, é uma das áreas mais valorizadas de Fortaleza, onde estão os apartamentos e os hotéis mais caros da cidade.

Kamila Fernandes, jornalista

FLAMENGO x SPORT

Obina foi o herói rubro-negro

Com dois gols do atacante Obina, o segundo no último minuto do acréscimo, o Flamengo garantiu uma importante vitória no Recife, diante do Sport, por 2 a 1. O resultado deste domingo mantém o Rubro-Negro carioca na liderança da Série A do Campeonato Brasileiro. Já o time pernambucano segue na má fase pós-conquista da Copa do Brasil e já se aproxima da zona de rebaixamento.

FORMAÇÃO DOS TIMES

FLAMENGO: Bruno, Leonardo Moura, Ronaldo Angelim, Fábio Luciano e Juan; Jaílton, Cristian (Max), Ibson e Renato Augusto (Kléberson); Marcinho (Diego Tardeli) e ObinaTécnico: Caio Júnior

SPORT: Magrão; Luisinho Netto, Igor, Gabriel e Dutra; Daniel Paulista, Everton (Sandro Goiano), Francisco Alex e Carlinhos Bala; Enílton (Juninho) e Roger (Leandro Machado)Técnico: Nelsinho Batista

Artigo publicado n’ O METROPOLITANO. Nas bancas

Cinismo, mentiras e estratégia

MIRANDA SÁ, jornalista
E-mail: [email protected]

Depois das denúncias de que Lula da Silva interferiu na negociata da Varig-Variglog, através da Casa Civil da Presidência da República, assistiu-se neste país a estratégia da blindagem do governo e da pessoa do Presidente baseada, como sempre, em cinismo e mentiras.

Quando se vislumbrou o escândalo, deflagrou-se uma visível ação dos pelegos no poder com o objetivo de blindar o governo. O primarismo do estratagema é o mesmo de sempre: primeiro um tempo de silêncio; depois uma versão defensiva e persecutória para distrair a opinião pública; e, finalmente, atestada a verdade, uma matreira expiação de culpa.

Com isso pode um ou outro assessor ou até ministro assumir omissões e responsabilidades para os jornalistas chapa-branca levarem à opinião pública a versão derradeira que afasta Lula da Silva do foco e de qualquer comprometimento.

A ex-diretora da Anac, que jogou lama no ventilador, disse que em 2006 havia se reunido “inúmeras vezes” com a ministra Dilma Rousseff, da Casa Civil – o que foi oficialmente negado por falta de registros na agenda ministerial. Posteriormente ficaram esclarecidos esses encontros.

O mesmo ocorreu com as informações de que Lula da Silva recebia regularmente o seu compadre, Roberto Teixeira, intermediário do negócio sujo da compra da Varig. Foi peremptoriamente negado o fato, agora comprovado e indesmentível. Pelo menos seis visitas estão registradas.

Os encontros não registrados na agenda do Presidente, o que sugere que a influência do amigo na administração federal é bem maior do que o governo admitia até então.

Fortalece as suspeitas de que a Casa Civil interferiu para viabilizar a venda da VarigLog e da Varig para um grupo que não reunia todas as condições legais para fechar o negócio. Confirma igualmente a acusação de Denise Abreu de que Dilma Rousseff atuou decisivamente nas negociações.

Segundo informações da imprensa, pelo menos duas idas de Teixeira ao Planalto para falar com Lula estão ligadas ao caso Varig/Variglog. No dia 15 de dezembro de 2006, o compadre foi ao gabinete presidencial acompanhado dos sócios da Varig um dia depois de a companhia receber autorização para voar. O outro ocorreu em 28 de março de 2007, quando o advogado foi ao Planalto acompanhado de dois empresários para comunicar a Lula a compra da Varig pela Gol.

As pedras se ajustam para formar o mapa da incúria administrativa do PT-governo. Para não dizer cumplicidade com os corruptos. Por isso, deve ser motivo de preocupação que continue a passar o filme já visto do cinismo e da mentira, componentes da estratégia governamental para blindar Lula da Silva e a mãe do PAC.

Principalmente essa última, dona Dilma, cuja assessoria negou as visitas do compadre Teixeira ao seu gabinete, negativa que fere o decreto 4.334, de agosto de 2002, que determina que audiências de autoridades públicas com representantes de interesse privado sejam registradas e acompanhadas por outro servidor.

O decreto não especifica os motivos desses contatos entre Lula da Silva e o compadre e de Dilma com o compadre do Presidente. Pode ser visita de cortesia, encontro familiar ou relacionamento amoroso. A Ministra e o Presidente estão enquadradas na Lei.

Chamem a Justiça!

FRASE DA VEZ_1/30

“Em realidade, a estratégia estrangeira para a Amazônia não é nova e já foi utilizada em vários pontos do mundo”.

Rui Nogueira, médico
([email protected])