Manchetes

Chamadas de capa das revistas semanais

Veja

Capa – Teori do Casamento: Um ministro do STF pode confraternizar com advogados e lobistas do caso que ele relata?

Época

Capa –  A primavera das mulheres: As mulheres tomam as ruas e as redes sociais e criam um movimento que agita o país.

ISTOÉ

Capa –  As mulheres dizem não: Não ao assédio sexual; Não ao racismo; Não à perda de direitos civis; Não à intolerância; Não ao Eduardo Cunha.

ISTOÉ Dinheiro

Capa – A Hyper compra da Coty: A gigante global de beleza pagou R$ 3,8 bilhões pela divisão de cosméticos populares da Hypermarcas. Conheça os bastidores do negócio e saiba por que a fabricante de perfumes de luxo Calvin Klein, Davidoff e Marc Jacobs investiu essa bolada no Brasil.

Carta Capital

Capa – Assim caminha o Brasil: Projetos contra mulheres e índios e a favor da posse de armas coroam o ano mais reacionário da história do Congresso.

EXAME

Capa –  Um país mais pobre: A crise atingiu uma nova fase — a da escassez do dinheiro. O lucro dos negócios cai. Famílias perdem as conquistas dos últimos anos. O crédito está mais caro. A renda per capita entrou em declínio. A recuperação pode levar uma década — e deixar mais distante o sonho de um Brasil rico.

Chamadas de capa das revistas semanais

 

Veja

Capa – Os “chaves de cadeia” que cercam Lula: Ele sempre escapou dos adversários, mas quem o está afundando agora são os parentes, amigos, petistas e doadores de campanha investigados por corrupção.

Época

Capa – Exclusivo – O dinheiro suspeito: Um relatório da agência do governo que combate lavagem de dinheiro revela movimentações milionárias nas contas de Lula, Palocci, Pimentel e Erenice.

ISTOÉ

Capa: Exclusivo – “A lei é para todos”: O ministro da Justiça, Eduardo Cardozo, diz que não vai interferir no trabalho da Polícia Federal e que comete crime quem tenta controlar as investigações.

ISTOÉ Dinheiro

Capa – O bilionário popstar: Com 2,6 milhões de seguidores nas redes sociais e a ambição de transformar o site meusucesso.com no netflix do empreendedorismo, Flávio Augusto da Silva virou o guru de quem sonha em criar o próprio negócio

Carta Capital

Capa – Discussão errada, obras certas: Do Porto de Mariel à barragem em Moçambique, o Brasil só tem a ganhar

Chamadas de capa das revistas semanais

Veja

Capa –  Os diários de FHC. Em entrevista ele diz que: “O governo perdeu o rumo” e que “Lula está enterrando a própria história”

Época

Capa – O ministro rebaixado: Desgastado no Congresso, sabotado pelo PT e ignorado por Dilma, Joaquim Levy perde o grau de confiança

ISTOÉ

Capa – A volta da miséria: Crise econômica, recessão, desemprego e desaceleração das políticas sociais fazem crescer no país o número de pessoas que vivem em condições de extrema pobreza.

ISTOÉ Dinheiro

Capa – A estratégia anticrise da Loja Renner: Rede de varejo cresce a taxas chinesas em plena recessão e surpreende o mercado com abertura de novas lojas

Carta Capital

Capa –  Desigualdade sem limites: 1% da população mundial detém 50% da riqueza. O Brasil não escapa à regra.

Matérias de capa das revistas semanais

Veja

Capa – A Lava-Jato vai emergir: Os tenebrosos acordos pela impunidade feitos em Brasília não vão matar a esperança de termos um país em que a Justiça é para todos.

Época

Capa – O senhor impeachment: Eduardo Cunha toma um tiro de bazuca da Lava Jato e faz da presidência da Câmara sua trincheira para se salvar, mesmo que isso signifique derrubar Dilma

ISTOÉ

Capa – Dilma e Cunha – Um acordão indecente: Enfraquecidos, Dilma e Eduardo Cunha costuram uma aliança para tentar se salvar

ISTOÉ Dinheiro

Capa – Até onde vai Lemann? O bilionário brasileiro arquitetou um dos maiores negócios da história da indústria mundial, a compra da cervejaria Sabmiller

Carta Capital

Capa – Cunha encolhe: Engessado pelo STF em seu afã pró-impeachment e denunciado por quebra de decoro, o presidente da Câmara perde poder.

Chamadas de capa das revistas semanais

Veja

Capa – Lava-Jato exclusivo: o primeiro político delator diz que participou da montagem do Petrolão com Lula no Palácio do Planalto

Época

Capa – Lava Jato trincada: A decisão do STF de retirar do juiz Sergio Moro investigações do petrolão põe em risco o futuro da operação contra a corrupção

ISTOÉ

Capa – Última cartada: comprar. Depois de receber o “não” da cúpula peemedebista, Dilma abre o balcão de negócios no Congresso tentando ganhar uma sobrevida

ISTOÉ Dinheiro

Capa – Dólar dispara: Moeda americana ultrapassa R$ 4,20, asfixia empresas e consumidores e alimenta a inflação. É o efeito do risco Dilma.

Carta Capital

Capa – Limites à Lava Jato: O ministro Teori Zavascki redefine o seu papel. E o de Sergio Moro.

EXAME

Capa – Brasil em crise: A perda do selo de país bom pagador vai trazer mais recessão, dólar mais caro e inflação mais alta

Chamadas de capa das revistas semanais

Veja

Capa –  Estado brasileiro, um monstro que devora riquezas.

Época

Capa – A presidente sem poder:  Dilma se enfraquece e perde tempo ao lançar um pacote de ajuste equivocado.

ISTOÉ

Capa –  Dilma quer que você pague a conta: Pacote de ajuste da presidente se limita a tungar o bolso do contribuinte

e reforça a guerra do impeachment. (Pág. 1)

ISTOÉ Dinheiro

Capa – O verdadeiro tamanho do rombo: R$ 200 bilhões: Dilma joga a conta para a sociedade e resiste em cortar seus gastos excessivos.

Carta Capital

Capa – Malabaristas em apuros: O precário equilíbrio desta turma.

 

Chamadas de capa das revistas semanais

Veja

Capa –  “Deus, sendo bom, fez todas as coisas boas. De onde então vem o mal?” (Santo Agostinho, nas Confissões)

Época

Capa – A propina atômica do PMDB: PGR obtém evidências de que os senadores Renan Calheiros, Romero Jucá e Edison Lobão receberam propina de empreiteiras pelo contrato da usina de Angra 3.

ISTOÉ

Capa – #somostodosimigrantes

Carta Capital

Capa – Cratera fiscal: Governo não sabe como cobrir o déficit, mas ignora os sonegadores.

ISTOÉ Dinheiro

Capa –  Como sobreviver à fúria digital de Uber, Whatsapp & cia.

Chamadas de capa das revistas semanais

Veja

Capa – A face feroz da China: A súbita e brutal queda das bolsas, a mudança nas regras do jogo e a manipulação de dados assustam um mundo totalmente dependente da economia chinesa

Época

Capa – Nosso homem em Havana: Documentos secretos mostram como o ex-presidente Lula intermediou negócios da empreiteira Odebrecht em Cuba

ISTOÉ

Capa –  Gilmar Mendes – O caçador de crimes eleitorais: Para ele, o Brasil foi transformado num “sindicato de ladrões”

ISTOÉ Dinheiro

Capa – Brics em apuros: Pânico nas bolsas de valores da China assusta investidores no mundo

Carta Capital

Capa – Dilma complica Dilma: Em compensação, a oposição é para lá de ruim

Matérias de capa das revistas semanais

Veja

Capa – O Brasil pede socorro: A mensagem do panelaço e o fim do ciclo populista e corrupto

Época

Capa – Como tudo começou: A prisão de José Dirceu mostra que a crise atual nasceu no governo Lula – e abre uma nova linha de investigação na Lava Jato

ISTOÉ

Capa: O fim da era PT: O partido vira sinônimo de corrupção e seu mentor, José Dirceu, é apanhado num esquema de enriquecimento pessoal

Carta Capital

Capa – O Congresso sem controle: Fermenta a conspiração, vigora o salve-se quem puder. E o PT? A prisão de Dirceu e a delação de Renato Duque afundam o partido

ISTOÉ Dinheiro

Capa – Itaú x Bradesco: Compra do HSBC Brasil pelo Bradesco coloca os dois maiores bancos privados do país em pé de igualdade no duelo pelo primeiro lugar do ranking.

Chamadas de capa das revistas semanais

Veja

Capa – “A tempestade perfeita”: Inflação, dólar e juros nas alturas se combinam com a crise política.

Época

Capa – “Você votou neles. E agora?” O Congresso pode aprovar a “pauta-bomba”, que provocará aumento de impostos, de aluguéis e comida

ISTOÉ

Capa – “Conversa impossível”: Ex-presidentes FHC e Lula que ficou inviável o diálogo entre eles

ISTOÉ Dinheiro

Capa – “GM dobra a aposta no Brasil”: Por que investir R$ 13 bilhões? Entenda a ousada estratégia da líder em carros de passeio no país

Carta Capital

Capa –  “Impeachment “: A sorte está lançada

EXAME

Capa –  “Preparem-se. A crise vai ser longa com aumento de  risco da nota de crédito do país ser rebaixada